Como Fazer um Remix, Mash Up ou Edit. (1ª Parte - Noções básicas: Nuendo)

Dando início aos artigos de como fazer um remix, um edit, um mash-up ou até mesmo uma música própria vamos falar do “básico”.

Pra chegar a um resultado profissional é necessário passar por esse “básico” e assim evoluir e estar preparado para entender dicas e técnicas mais avançadas de edição, mixagem e masterização.

Nos três primeiros artigos (Vídeos Tutoriais) mostraremos as mesmas funções em cada uma das plataformas: Nuendo, Ableton Live e Acid Pro. Assim você poderá escolher qual programa lhe agradou mais ou terá informação para transpor o “básico” para outros softwares.








Pontos Positivos:

Como você acompanhou no vídeo, as automações são extremamente fáceis e de muitas possibilidades.
O Nuendo é ideal se você for trabalhar com gravações de vozes ou qualquer instrumento. Fácil de editar, criar e gravar arquivos de áudio ou Midi.
Não tem limites de canais, o limite é a capacidade do seu computador.

Pontos negativos:

Pra quem vai trabalhar com música eletrônica o Nuendo possui uma desvantagem, pois ao importar os loops, samples, acapellas, ou qualquer arquivo de áudio é necessário que o arquivo já esteja editado na velocidade (BPM) correta do seu projeto (remix, mash up ou edit).

Sua maior qualidade é também seu maior inimigo. Imagine que você tem um carro (calma estamos falando de produção musical rsrsr) o Acid e o Ableton entrariam na categoria CÂMBIO AUTOMÁTICO, você acelera e não precisa trocar de marcha. O Nuendo entraria na categoria CÂMBIO MANUAL, é você quem decide quando e quanto vai acelerar até trocar de marcha. Não entendeu? Não sabe dirigir? Bem, você pode jogar Need For Speed. rsrs.

Considerações finais:

  • LEIA O MANUAL. Não use nenhuma ferramenta sem ler o manual.
  • Aprenda a usar o básico e ter total domínio sobre ele, buscar técnicas milagrosas é perder tempo, elas não existem.
Leia todos os artigos "Como Faxer Um Remix, Mash-up ou Edit": 


Participe, comente, você pode fazer suas perguntar aqui, nos comentários ou diretamente nos vídeos no Youtube.

* Você pode repostar esse artigo em seu blog, mas deverá citar a fonte.