Diário De Produção (#05): Carreira, Autoanálise e Simplicidade.


E aí galera!! As últimas semanas foram muito corridas e de muitas decisões pro nosso projeto.

A gente já está há algum tempo deixando de lado as apresentações ao vivo, bate a vontade de subir no palco, mas nem sempre sair tocando em toda casa noturna que aparece traz uma boa divulgação para nossas produções, o desgaste de viajar e o constante melhoramento das apresentações consomem muito tempo.

Queremos atingir um nível mais profissional em nossas produções, melhorando as composições e a qualidade de áudio, sim o som que você ouve ao baixar nossas produções tem que estar 100%, mas pra isso precisamos de humildade e mais estudo, pesquisa e dedicação.

Temos muita coisa pra aprender sobre produção e discotecagem, no nosso caso como é LIVE tocamos de uma forma bem convencional para uma BANDA, rsrsrs, mas não para um DJ.

Galera esse post tá muito cheio de blah blah blah e a gente não é disso, vamos pular a parte chata e ir pra parte boa.

A parte boa é uma sonzera e uma aula de simplicidade!!! A Dinka deu uma mexida numa música do James Vincent MacMorrow e transformou o que era ouro em diamante.



Em termos de produção o que ela fez é extremamente simples, mas de um bom gosto que só poucos tem.

Como esse é o DIÁRIO DE PRODUÇÃO fica a dica pra você observar a versão original e comparar os elementos acrescentados no Bootleg.

Pegue uma música e tente fazer o mesmo, escolha bem os timbres e deixe soar como se fosse da música original, corte e recorte uma música e crie a sua versão.

Pra finalizar queríamos que todos participassem do blog, facebook, twitter, soundcloud, youtube,  perfil no Beatportchurrasco anual, partida de ping pog, rsrsrs, mandem suas opiniões, suas experiências, suas sugestões e não percam nenhum download, rsrs.

Obrigado a todos pelo carinho e suporte!!!

Guitz & Labely