Diário De Produção (#12): Estação de Trabalho, Posicionamento de Monitores e Tratamento Acústico Básico em uma Sala Simples. (1º Parte)

Já faz um tempo que comentamos no facebook que estávamos montando uma "estação de trabalho" numa sala comum em casa, a fim de agilizar o processo de produção e mixagem do nosso projeto, já que se deslocar até o estúdio atrasava um pouco o fluxo de trabalho.

A princípio iríamos fazer um vídeo mas a correria do dia a dia acabou dificultando tudo. Vamos fazer em forma de artigos, usaremos várias fotos da nossa própria sala e também áudios comparativos pra exemplificar o que fizemos.

Pra quem serve as informações e por quê?
Pra qualquer um que não tenha um espaço exclusivo pra produzir e quer ter um mínimo de qualidade sonora no espaço doméstico que vai trabalhar ou pra quem quer iniciar seu home studio com uma simples estação de trabalho. Se você está nessa situação vamos juntos colocar a mão na massa.



Vamos enteder um pouco o que é e como o som se propaga dentro de um ambiente pra dar início ao nosso bate papo.

O som é uma onda, blah blah blah blah, antes que esse texto fique parecendo bula de remédio ou um texto roubado da NASA vamos traduzir pro simples "brasileires", rsrsrs, qualquer objeto, móveis da sala, o ar e as pessoas dentro dela influenciam no que se ouve e como se ouve qualquer som dentro da sala.

O som sai dos monitores e chega aos seus ouvidos, mas também reflete na parede, depois na tela da tv, no chão, no teto, na mesa, no quadro, janela e chega novamente ao seu ouvido; como a velocidade do som é muito rápida você muitas vezes não percebe esse atraso, mas essas reflexões fazem parte do que você ouve e podem te confundir em uma mixagem.

Para você entender e perceber essas reflexões que estamos falando vamos fazer um exercício bem simples, siga as intruções corretamente, tem figurinha pra você entender, rsrsrs.



Coloque uma música e fique de frente para seus monitores (caixas de som) e coloque as mãos nas orelhas formando uma concha e bloqueando (parcialmente) o som que vem da reflexão da sala (foto ao lado).







Agora vamos fazer o contrário, bloqueie o som que sai dos seus monitores fazendo uma concha e ouvindo o som que reflete na sala e volta aos seus ouvidos (foto ao lado).




Agora você tem uma idéia de como as reflexões influenciam no que você ouve, uma sala sem tratamento pode apresentar vários problemas pra quem for trabalhar com áudio e pode comprometer radicalmente a mixagem, muitos dizem trabalhar melhor com fones, o que pode ser devido a falta de qualidade sonora da sala e/ou posicionamento errado dos monitores já que com o fone não existe a reflexão do som nas paredes, etc.

Todo o processo de tratamento e controle do som precisa de muitos cálculos e de um profissional com experiência, em um estúdio profissional ou mesmo em nosso caso simples o principal é a posição dos monitores dentro da sala, depois poderemos falar em usar espumas e outras manhas baratas pra diminuir reflexões.

A primeira coisa pra se fazer em nosso caso é olhar para a sala pra decidirmos aonde vamos colocar o móvel (estante, escrivaninha ou mesa) aonde colocaremos nossos monitores, computador, interfaces, controladoras, etc.

Sem entrar em muito detalhes técnicos, as melhores salas são as retangulares, ou seja, você deve colocar seus monitores no fundo da sala afim de ter um espaço maior entre eles e a parede que fica nas suas costas (clique na foto acima pra ver a nossa sala).

Mas isso não é uma verdade absoluta, você pode posicionar seus equipamentos em outro sentido na sala, ninguém vai te impedir, mas sem um tratamento acústico realmente adequado sugiro ficar com a primeira posição, claro, se isso for possível na sua sala.

Sala quadradas e posicionar os monitores no canto (ou quina) da sala não é recomendado também, mas como estamos falando de um cômodo simples de nossas casas e não de um projeto exclusivo, continue aplicando todas as informações dos artigos como se sua sala fosse retangular. Quem não tem cão caça com gato.

O que mais podemos fazer?

Não retire seus objetos de dentro da sala, mas não a deixe abarrotada de entulho, se a sala estiver vazia haverá muita reverberação (reflexões, lembra?) e se estiver cheia de coisas vamos ter uma sala morta ou com reflexões desordenadas (isso também é ruim) nesse caso use o bom senso, pra ser mais exato use seus ouvidos.

Posicione o móvel (estante, escrivaninha ou mesa) o mais próximo possível do centro entre as paredes laterais, isso é muito importante para os próximos artigos.

Estude a sua sala, tente perceber se ela tem muito brilho ou é abafada, compare com outros cômodos da sua casa, tente isolar coisas que estão vibrando com os graves da música, preste atenção se você está ouvindo primeiro os graves ou os agudos e se conseguem identificar sons que estão na esquerda e na direita.

Aqui estamos ouvindo a música American Idiot do Green Day, extremamente bem mixada e uma sonzera do c******.

Qualquer outra coisa que possamos falar nessa fase de escolha do posicionamento dos móveis dentro da sala é relativo a sua sala e é muito importante fazer uma boa avaliação para decidir quais são os pontos mais críticos que você precisa corrigir, infelizmente em uma sala doméstica nem tudo pode ser feito.


Para o próximo artigo vamos posicionar a altura dos monitores, a distância entre eles, deitados ou em pé, melhor forma de apoiá-los (mesa, escrivaninha, etc), qual o ângulo correto do cone do alto falante em relação aos seus ouvidos, onde colocar sua cadeira para trabalhar, etc.



No 3º artigo vamos falar sobre espumas, qual comprar, como colar, como posicionar, quais frequências serão afetadas, bass traps, além de um comparativo com áudio da sala (antes do tratamento e depois do tratamento).

Postaremos a 2º parte depois de amanhã (quarta-feira) e a 3º parte na sexta, assim você terá o fim de semana pra brincar com sua nova estação de trabalho.

Uma ótima semana a todos e até o próximo artigo.
Guitz e Labely.


Aviso importante:
1) A intenção é mostrar uma forma simples e prática de se conseguir uma melhora no som dentro de uma sala comum, aonde você provavemente vai continuar assistindo tv ou dormindo no caso se for seu quarto.
2) Também não vamos abordar o assunto de forma técnica, o texto tem a intenção de ser acessível e intelegível a qualquer pessoa, com ou sem experiência em acústica ou estúdio. Se você precisa de informações específicas para sua sala ou saber qual o melhor procedimento para resolver problemas específicos de acústica, sugerimos que procure um profissional experiente para lhe fazer um projeto.